Homepage Pedidos Curiosidades Astrologia
Astrologia
Gastronomia
Diversos
       Fórum "Fonte de Luz"

       Desporto

       Passatempos

       Numerologia

       Cristais

       Incensos "Intenção"

       Poesia

       Contos e Lendas

       Sonhos "A) a Z)"

       Meteorologia

       Links Úteis

       TV Regional

       Rádios Regionais

       Links Recomendados

       Informação

       Significado dos nomes
Noticias
Newslettes
Questionário Fontedeluz.com



hocnet.pt - Alojamento de sites

Portal de Sites


Classifique-nos no
mundoPT

Parceiros

www.fontedeluz.com - Delírios de uma mulher recém acordada
 
Delírios de uma mulher recém acordada
Delírios de uma mulher recém acordada

Delírios de uma mulher  recém acordada

 (Texto original; Português/Brasil)

 

Estive pensando, o quanto é difícil ser mulher, observando-me em um ritual de renascimento, sim, um verdadeiro arsenal de cremes e fórmulas para tentar me manter gostosa, ou no mínimo poder me  achar legal. Meu cão parece rir de mim, sim ele sempre me observa enquanto me dou ao deleite de cuidar da vida ”enquanto a morte não chega”, ou enquanto ainda acho que “tem jeito”. Sei que meu cão deve pensar que é besteira tanta preocupação, ele nunca reclamou de meu jeito sem jeito, de minhas maluquices, nunca.. vírgula, uma manhã, me lembro bem, acordei, como acorda toda mulher, por mais bela que seja, um tanto mais para lá do que para cá, vocês (mulheres) me entendem, e meu cão me estranhou, latiu, ameaçou avançar e depois me reconheceu, era eu naquele cabelo despenteado, olhos semi-inchados e coração meio despedaçado, não dá para ser feliz daquele jeito, se um cão, o melhor amigo, estranha, imagina só os inimigos!

 

Por instantes tentei pedir desculpas, não é fácil encarar o melhor amigo numa manhã de sol ardente, com vários assuntos a serem resolvidos e com uma cara daquelas, meu cão sabia que eu preferia colocar a cabeça em baixo do travesseiro, estalar os dedos e sair de lá, eu não diria linda, pois seria muita petulância, diria sair de lá ajeitadinha, chega um momento em que a gente começa a aceitar o inaceitável. Descobri que meu cão é mais sábio que eu, ele aceita na boa que o tempo passa, e que a gente vai caminhando para um ponto fixo, mas ahhhhhhhhhhhhh que vontade acertar esse ponto e o estraçalhar!

 

Meu cão sabe que não podemos fazer isso e com certeza ele me achou tola, imagina só, querer de repente, dormir feia e acordar linda, seria o mesmo que ele sonhar que bastava dormir com um osso e acordar com um filé!

 

Depois, o dia seguiu com ou sem mim ele seguiria e meu cão sabia disso também! Por isso me esperou no portão com o mesmo sorriso e posso garantir não era de sarcasmo, ele estava feliz em me rever, os cabelos eram os mesmos, a face estava um tanto mais cansada, o coração, sem comentários!!

 

Cumprimentei-o como faço todos os dias e fomos para mais um ritual, agora seriam os cremes nocturnos, aqueles que acreditamos “agem” enquanto dormimos, um para a área dos olhos, outros para os teimosos pés de galinha, embora eu teime que os pés de minha galinha tenha apenas dois dedos, me recuso a crer que em minha face se inicia um mapa de rio com diversas nascentes e centenas de afluentes!

Meu cão me observa com cara de dó, sim ele compreende quando os esforços são em vão, mas ele não comenta, pois ele sabe que tecer comentários dessa espécie é caçar encrenca, mais uma vez meu cão consegue ser mais sábio que os humanos que sem cerimónia às vezes profetizam: Nossa como sua vida esta boa, você  engordou!

 

Sabemos que isso não é sinal de vida boa, pelo contrario, algo está nos fazendo mal e para suportar esse incomodo às vezes comemos demais, o que meu cão não faz nem nos piores momentos, ele sempre sabe que deve comer sua ração até se satisfazer, se sobrar ele reparte com o gato da vizinha que vem lanchar com ele todos os dias...

 

Tenho certeza que meu cão terá uma noite melhor que a minha, sei que vou acordar durante várias vezes e recordar de detalhes de meu trabalho que precisam ser resolvidos, vou me perguntar outras dezenas de vezes se meu creme esta agindo correctamente, vou ajeitar dezenas de vezes meu cabelo no travesseiro para que ele amanheça menos estranho e me deitar cuidadosamente para não amassar a cara!!

 

Enquanto meu cão vai se esparramar em sua cama, afundar o focinho em seus panos e dormir profundamente.

 

Descobri que meu cão é mais sábio e mais feliz que eu !!

 

(Crónica do Brasil)

Maria José Amaral

 

 


 


Enviar a um amigo Perfil - Facebook Vantagens Parceiro MTCard Vantagens e Descontos