Homepage Pedidos Curiosidades Astrologia
Astrologia
Gastronomia
Diversos
       Fórum "Fonte de Luz"

       Desporto

       Passatempos

       Numerologia

       Cristais

       Incensos "Intenção"

       Poesia

       Contos e Lendas

       Sonhos "A) a Z)"

       Meteorologia

       Links Úteis

       TV Regional

       Rádios Regionais

       Links Recomendados

       Informação

       Significado dos nomes
Noticias
Newslettes
Questionário Fontedeluz.com



hocnet.pt - Alojamento de sites

Portal de Sites


Classifique-nos no
mundoPT

Parceiros

www.fontedeluz.com - MEDITAÇÃO e CORES DAS AURAS
 
MEDITAÇÃO e CORES DAS AURAS

 

 

Abrir a mente à meditação

 

A mente humana é como um lago, a sua superfície está coberta por ondas de pensamento. Para ver com clareza, primeiro temos que aprender a acalmar estas ondulações a ser o mestre da sua mente e não o seu servo. Na maior parte do dia a mente é lançada de um pensamento para outro, motivada por desejos e aversões, emoções e memórias, prazeres e desencantos. De todas as forças são os sentidos que mais perturbam a concentração, dando margem a fantasias e desejos. A mente, pela sua própria natureza, está constantemente à procura de felicidade, esperando encontrar satisfação quando atinge algo que deseja. Ao atingir o objectivo desejado, temporariamente acalma-se, mas depois de algum tempo todo o processo começa novamente porque a mente permanece inalterada e o verdadeiro desejo por uma plenitude que não dependa de situações externas permanece carente de realização.

 

Meditações são minutos que valem ouro

A meditação é a capacidade de se atingir uma intensa concentração, permitindo o desaparecimento de todos os outros pensamentos e tem como meta principal induzir à tranquilidade mental e ao relaxamento físico. Existem muitas formas de se fazer meditação, cada uma com uma técnica diferente. Entretanto, um lugar quieto, calmo e tranquilo onde a pessoa não seja interrompida, tomando uma posição confortável e um criando ponto de referência para facilitar a concentração, são fundamentais para qualquer técnica que tenha como finalidade a meditação.

  

Para se conseguir atingir um estado físico e mental favorável à meditação é aconselhável estar sentado numa cadeira ou sofá com as costas numa posição vertical e sem qualquer tipo de tensão, seja ela física ou emocional, ou numa posição clássica de meditação, sentado no chão com as pernas cruzadas. Quando sentado, com o ritmo respiratório controlado, a pessoa deve concentrar a mente em algo, pode ser na cadência da sua própria respiração, numa imagem, como um símbolo religioso, uma flor, uma vela, ou numa palavra repetida ritmicamente. Essa palavra ou frase chama-se mantra. Algumas pessoas preferem ficar de olhos fechados para evitarem a distracção e outras gostam de meditar ouvindo uma música que é um precioso auxiliar para entrar num estado profundo que conduz à meditação. A prática da meditação nem sempre é fácil. As flutuações da mente não gostam de estar concentradas. É incrível quantos pensamentos e quantas histórias podem passar pela cabeça entre dois suspiros!

 

Meditar, sintoniza o corpo e a mente e abre canais que nos levam a uma melhor compreensão das coisas. É uma forma de auto ajuda verdadeiramente extraordinária e benéfica.

 

Convém salientar que cada pessoa pode escolher a forma e posição que mais lhe agrade para entrar num estado que favoreça a meditação. O importante é que se sinta bem.

     Auras

Auras são emanações coloridas emanando da superfície dos humanos, animais e mesmo objectos inanimados. Em circunstâncias normais só são visíveis por pessoas dotadas com poderes psíquicos especiais.

As cores da Aura

 

O corpo humano cria à sua volta uma luz clara (esbranquiçada), é a consequência da movimentação da energia (bio energia). Esta luz é a aura material. Como um corpo vivo possui vibrações oriundas da qualidade e forma dos pensamentos humanos, o resultado destas vibrações é chamada de aura espiritual. Esta Aura manifesta-se por cores e significados diversos.

Interpretação das cores;

Azul Esta é a cor da paz de espírito, da tranquilidade e da calma. Os tons mais claros são indicadores de uma imaginação geradora e de grande capacidade intuitiva. Os mais escuros revelam a solidão e o isolamento. Este estado de espírito, indicado pelo azul-escuro pode ser indicador da procura do divino. Os tons mais fortes do azul apontam para uma postura honesta e uma grande capacidade de avaliação. Finalmente as diferentes cores e tons de azul como se estivessem todas misturadas, são indicadoras de bloqueios a diversos níveis.

Laranja – A cor alaranjada indica sentimentos fortes entre os quais estão a ambição e o orgulho. É a coragem, a alegria e grande sociabilidade. Ela indica a abertura espiritual a vários níveis, inclusivamente o astral. A combinação dos diversos tons laranja, mostra-nos umas cores mais claras outras mais escuras. Essas combinações, podem revelar outras situações entre as quais sentimentos de medo ou preocupação e ainda de alguma vaidade.

Vermelha É a cor das paixões violentas, da raiva e sensualidade. Reflectem energias bastante poderosas e geradoras de vida. O vermelho indica poderosas capacidades a nível mental. Afecta o sistema circulatório, bem como aparelho reprodutivo. Indica ainda grandes capacidades de ordem mental. O vermelho manchado por diversos tons da mesma cor, são ou podem indicar sentimentos descontrolados, agressividade e precipitação.

Cor-de-rosa – É a afeição e o amor. Indica compaixão e pureza. Sociabilidade, alegria e um sentimento de compartilhar o que a vida tem de bom. Necessidade de sentir que à sua volta tudo e todos se sintam bem. Normalmente, quando esta cor faz parte da aura, indica que se tratam de pessoas afáveis e de certa maneira com uma postura reservada e modesta. A mistura de diversos tons de rosa podem indicar sentimentos contraditórios, como verdade ou ausência da mesma.

Verde – Esta cor pode indicar sentimentos extremos que vão desde da sensibilidade e grande compaixão até a motivações como o engano, o artifício e a rudeza. Pode ser a calma e a honestidade (entenda-se neste caso, honestidade como ser de confiança). As pessoas que possuem esta cor na sua aura geralmente são dotadas de capacidade de curar. Os tons verdes escuros podem reflectir, inveja, ciúme e doença física. Os verdes claros, educação, serenidade e paz.

Cinzento – Pode indicar uma procura do essencial no referente a capacidades extra sensitivas. Podem demonstrar estados depressivos, tristeza e também egoísmo. Os tons mais escuros do cinzento podem indiciar desequilíbrios físicos. Também são reveladores de uma vontade de não deixar nada por terminar. Os tons escuros ainda podem demonstrar mentira e hipocrisia. Os cinzentos-claros a angústia, o medo e a dúvida.

Preto – Esta cor, pode-se considerar de grau de leitura com um coeficiente elevado de dificuldade. Pode indicar tragédias, morte e doença. No entanto, também pode ser uma cor de protecção (eu acredito que seja), purificação, auto limpeza e todas as formas de defesa em relação a males vindos do exterior, tal como invejas, pragas e mau-olhado. Pode indicar ainda formas de desequilíbrios. Finalmente, em relação da própria pessoa poderá indicar, sentimentos de ódio, vingança e acção maléfica. Esta cor necessita de uma leitura muito cuidadosa.

Branco – O branco pode-se considerar uma cor primária, uma vez que normalmente é a primeira ver-se. É o conjunto interno de todas as cores e sempre que aparece, é associado a uma das cores. O branco como cor de uma aura é a pureza, amor, caridade e todas as formas de passar algo de bom. Finalmente pode significar a abertura do espírito a uma maior criatividade. Uma cor branca azulada é sempre o conjunto de todos os sentimentos de bondade e amor.

Amarelo – Numa aura, esta cor é uma das primeiras e pode considerar-se das mais fáceis de ser detectada. O tom amarelo-claro normalmente quando é visível à volta da cabeça junto à linha do cabelo é possível que indique optimismo. O amarelo significa a actividade mental. Pode indicar evolução, luz, sabedoria e intelecto. O amarelo é a capacidade e a clarividência, pode considerar-se como o despertar do ser para formas evoluídas de faculdades psíquicas e de elevada sensibilidade.

Finalmente, os diversos tons de amarelo, como se estivessem manchados, podem indicar uma excessiva actividade mental e pensamentos. Pode também ser indicador de um sentido critico excessivo.

De uma forma resumida pode-se interpretar as cores da aura como sendo;

 

Vermelho; Fogo, paixão, energia e actividade.

Amarelo; Intelectualidade, análise, optimismo e procura do essencial.

Laranja; Auto – expressão, vontade, ambição e pensamentos laterais.

Azul; Amor, honestidade, paz, sensibilidade e satisfação.

Verde; Equilíbrio, estabilidade, capacidade de cura e ensino.

Turquesa; Demonstra imaginação, criatividade e poder de comunicação.

Rosa; Compaixão, calor humano e respeito próprio.

Violeta; É o discernimento, o místico, o erótico e o charme.

 

É possível, verem-se ainda outras cores e tons, que não foram indicados.

Pode ainda acontecer, que algumas pessoas “vejam” auras, que na realidade não existem e que podem ser o resultado de alguma forma de distúrbio da visão ou outro tipo de situações, como por exemplo, reflexos, retenção temporária de uma outra cor que vimos. A leitura da aura necessita de uma grande preparação mental antes de se iniciar o processo para que se reduza ao mínimo a possibilidade de visões deformadas das cores. A aura, pode inclusivamente, mostrar cores que estão momentaneamente relacionadas com o meio ambiente, o estado emocional da pessoa e muitas outras situações.

Assim, nada melhor que criar condições de paz emocional para que a visão e a interpretação sejam correctas. A meditação, uma vela branca, uma música suave ajudam muito a encontrar a forma ideal de visualizar uma aura. 

Actualizado em: 2011/03/01

 


 


Enviar a um amigo Perfil - Facebook Vantagens Parceiro MTCard Vantagens e Descontos